Tv espinha de peixe News

Rio Jacuípe: Resíduos de medicamentos podem ser a causa do sumiço de peixes


por Bruno Leite
Rio Jacuípe: Resíduos de medicamentos podem ser a causa do sumiço de peixes
Foto: Reprodução/ Feirenses
O suposto descarte indevido de medicamentos em redes de esgoto e de drenagem pluvial poderia estar causando o sumiço de espécies de peixes e crustáceos no Rio Jacuípe. Isso é o que afirma o chefe do Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Naturais de Feira de Santana, João Dias.

Ele explica que a eliminação de alguns tipos de medicamento, a exemplo de antidepressivos e analgésicos, associado ao tratamento inadequado de afluentes pode estar afetando os peixes machos com um processo de feminização, provocando o sumiço do camarão pitu e dos peixes acará bandeira, moreira, matrinchã, leandrin e patiapá.

“Existe uma preocupação da prefeitura quanto à contaminação dos rios no município. Por falta de tratamento adequado do esgoto sanitário, que na Bahia é operado pela Embasa, várias espécies de peixes e crustáceos podem desaparecer como já está sendo observado no rio Jacuípe”, justifica João. Outra problemática apontada é a das superbactérias, que são desenvolvidas após o contato de bactérias comuns em mananciais com os medicamentos. “As superbactérias matam atualmente 1 milhão de pessoas no mundo”, alerta.

Procurada, a assessoria da Embasa afirmou que, em Feira de Santana, a concessionária conta com estações de tratamento de esgoto que realizam uma cobertura em mais de 90% da cidade. Foi ressaltado ainda que o descarte de medicamentos deve ser feito de maneira apropriada, obedecendo normativas específicas. 

Ao Bahia Notícias, o Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) afirmou não ter ciência do caso até o momento do contato, mas que equipes de fiscalização seriam enviadas até o local.

Nenhum comentário