QUAL O NOME VERDADEIRO DE JESUS? - CLIK NA IMAGEM AQUI...

sábado, 29 de setembro de 2018

Com crítica a quem 'esquece essência', 'Coração de Cowboy' defende lado humano de artistas


por Lara Teixeira
Com crítica a quem 'esquece essência', 'Coração de Cowboy' defende lado humano de artistas
Foto: Divulgação
Uma história contemporânea do sertanejo é o mote do filme “Coração de Cowboy”, que foi lançado nesta quinta-feira (27) em todo país. Em Salvador, a pré-estreia ocorreu na última quarta (26), com a presença de Gui Pereira, que estreia como diretor, e parte do elenco.

O longa conta a história de um jovem cantor sertanejo, Lucca, que é explorado por sua empresária, Iolanda, para gravar músicas influenciadas pelo pop e que fogem das raízes do cantor. Após um desentendimento com a mesma, Lucca decide retornar a sua cidade natal para voltar a compor músicas intimistas.  

Em conversa com o Bahia Notícias, o diretor revelou que está muito feliz pela realização do filme. "Eu não poderia ter começado melhor essa estreia nos longas-metragens. Eu cresci ouvindo sertanejo e consegui colocar várias referências de coisas que eu gosto", disse Pereira. 

A história do longa surgiu em um momento que Gui Pereira estava escrevendo um filme de terror, e enquanto elaborava o texto, escutava música. Foi então que surgiu "Fogão de Lenha", de Chitãozinho e Xororó, em sua playlist. Isso fez ele mudar o rumo do filme. "A música me deu uma inspiração de voltar às minhas origens e a partir disso as coisas começaram a fluir naturalmente e eu deixei a história de terror de lado", contou o diretor. 



O protagonista do filme é Gabriel Sater, filho de Almir Star, um dos principais nomes da música sertaneja do Brasil. O ator interpreta o papel do jovem cantor Lucca, que no momento em que se firma como maior astro do sertanejo universitário, sente falta das suas raízes e decide buscar novamente sua integridade artística. 

Fazendo sua estreia nas telas do cinema, Sater contou ao BN sobre como a sua família influenciou na criação do seu personagem e como ele se preparou para viver o Lucca. 

"Minha família musical tem muita influência de música folk, caipira e sertanejo raiz, então desse novo sertanejo eu tive que fazer um pesquisa profunda porque eu não conhecia muito esse universo ainda, que é muito rico e muito difícil. Então pesquisei mais de 50 duplas. Foi um processo muito gostoso de criação de personagem e foi um desafio para mim. Foi um trabalho muito grande para conseguir atuar no nível desses profissionais que trabalharam comigo". 

O elenco de "Coração de Cowboy" conta também com a participação de Françoise Forton, Jackson Antunes, Thaila Ayala, Thaís Pacholek e  Guile Branco. 

A atriz Françoise Forton interpreta a empresária de Lucca, Iolanda. Durante a conversa com o BN, a artista fez questão de destacar o tema "sucesso" que é abordado por sua personagem no filme. "O sucesso é muito mais difícil de você administrar do que o fracasso. O fracasso já existe, o ‘não dar certo’ quando você vai fazer alguma coisa, você já tem essa chance. O sucesso não, ele é um brinde e está virando um objetivo, um foco de carreira e isso não existe, isso nunca existiu em lugar nenhum. Ele acontece porque vem de um foco em um trabalho, uma dedicação, um estudo", disse Forton. 

"Uma carreira se constrói. Eu não acredito muito naquela carreira que é efêmera. Eu acho que esse é o grande toque que é dado pela Iolanda através do filme. O fazer sucesso no nosso caso é cantar o que vende de qualquer jeito, 'isso que é moda, isso é sucesso, você vai cantar isso'. Peraí, tem um ser humano aqui atrás. Ele quer falar alguma coisa, a  alma dele precisa estar alimentada. Então a Iolanda fazia aquilo com o Lucca sem se importar", completou. 


De acordo com o diretor Gui Pereira, o longa faz uma crítica aos seres humanos que "esquecem seu objetivo principal no meio da jornada e acabam entrando em um piloto automático e acabam esquecendo da sua essência". O ator Guile Branco, que interpreta Tião no filme, completou Pereira, afirmando que "perder uma identidade não é bom". "Siga sua paixão e faça o que você gosta de coração, porque senão você será miserável".  

Além dos temas citados acima, "Coração de Cowboy" traz também o relacionamento entre o cantor Lucca e Paula, dona do bar da cidade natal do jovem artista. Paula é interpretada por Thaila Ayala, que avalia que a personagem representa o "empoderamento feminino, da mulher que se defende e que se valoriza". 

"Eu acho que a Paula venho como um presente nesse momento, e poder retratar isso no cinema é ótimo. Ela é uma mulher independente. Foi criada pelos tios, perdeu seus pais muito cedo, sempre foi uma menina sonhadora, queria ir embora do interior para fazer faculdade, e ser alguém na vida, mas não conseguiu. Mas ela está ali lutando pelo seu, tem uma força absurda", conta Thaila. 

Sobre a importância da personagem na trajetória de Lucca em busca das suas raízes, a atriz acredita que ela serviu como uma mentora do cantor. "A Paula trouxe luz para o caminho dele. Ela não pega leve com ele, e o critica muito no começo. Ele pensa que por ser famoso vai ter crédito com ela, mas não tem. Só que ao mesmo tempo, ela ajuda muito ele, na busca que ele está procurando", explica a atriz. 

Gabriel Sater ratificou o que foi dito por Thaila e foi só elogios à parceira de cena. "A Thaila me ajudou muito. Ela foi uma parceira. Eu nunca imaginei que seria tão generosa", disse Sater. "A Paula me trouxe de volta para a realidade e me motivou a buscar algo novo. Ela gostava de música que tivesse essência, e algo a mais por trás. Então ele sempre estava acostumado a  todo mundo babar o ovo dele, mas ela não. A Paula é uma mulher guerreira, independente, que não precisa de ninguem", completa o ator.


O filme, que ganhou dois prêmios no Scruffy City Film and Music Festival, na categoria de melhor filme do júri popular e melhor ator pela atuação de Gabriel Sater, ainda contou com a participação de nomes da música sertaneja. Entre eles estão Chitãozinho e Xororó,  Rio Negro e Solimões, e Marcos e Belutti.