QUAL O NOME VERDADEIRO DE JESUS? - CLIK NA IMAGEM AQUI...

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Polícia descobre em Lapão, explosivos que seriam usados por quadrilha em assaltos a bancos na região de Irecê


Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil
A Delegacia de Furtos e Roubos da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil em Irecê realizou uma operação policial na tarde desta segunda-feira (7) em uma propriedade, localizada na comunidade de Lagoa de Gaudêncio – no município de Lapão. No local, foram encontrados explosivos supostamente utilizados por uma quadrilha especializada em ataques a bancos e terminais eletrônicos na Região de Irecê, nos últimos oito meses.
De acordo com o delegado Roberto Leal – coordenador regional – e comandante da operação, cerca de 20 policiais civis e militares encontraram 62 artefatos explosivos, que, segundo a polícia, seriam usados em outros ataques a bancos e terminais eletrônicos; um detonador de dinamite de aproximadamente 30 metros; dois baldes de grampos conhecidos como ‘miguelitos’, além de uma moto CG, 150, de cor preta com placa de Caldas Novas/GO.

O material, segundo Leal, pertence a um grupo suspeito de vários ataques confirmados com uso de explosivos, sendo o mais recente neste final de semana, na cidade de Ibititá – quando a agência do Banco Bradesco foi explodida. Durante a ação, uma viatura da Polícia Militar que patrulhava a região foi metralhada por bandidos que ocupavam um ponto estratégico enquanto outra parte do grupo estourava os terminais eletrônicos da agência.
Durante a operação, uma mulher de iniciais E.M.C.A., de 38 anos, foi presa no local.
Ataques a agências bancárias da região de Irecê, registrados pela Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia: Barro Alto, Central, Ibititá, João Dourado, Jussara e Uibaí.
Segundo o delegado Roberto Leal, a quadrilha tem entre dez e vinte integrantes, e os criminosos têm obtido certamente os explosivos por meio de desvios em pedreiras do interior baiano. Ainda segundo Leal, “cada um dos artefatos que estavam guardados na propriedade, em Lagoa de Gaudêncio,  é usado para explodir caixa eletrônico e, ao menos dois, por vez para destruir uma sala de terminais”, explica Leal.
Todo o material e a mulher foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Irecê