QUAL O NOME VERDADEIRO DE JESUS? - CLIK NA IMAGEM AQUI...

terça-feira, 7 de junho de 2016

Governo Temer derrete e pedido de prisão de Sarney, Renan, Jucá e Cunha desnuda o caráter do golpe


"Tudo o que é sólido se desmancha no ar". (Karl Marx)
O golpe de estado efetivado pela direita brasileira contra a Dilma Rousseff, presidenta que não cometeu crime de responsabilidade, muito pelo contrário, porque foi em seu Governo e no de Lula que mais se combateu a corrupção e se prendeu ladrões do dinheiro público, está agora a mostrar seu verdadeiro caráter, que é o de esconder os crimes de seus integrantes, bem como tentar paralisar a Lava Jato, que, a despeito de suas terríveis e imperdoáveis falhas e arbitrariedades, está a ratificar o que grande parte do povo que não votou em Aécio Neves para presidente, pensa: o impeachment de Dilma é golpe. E dos mais descarados e criminosos...

Rodrigo Janot, o procurador-geral da República, que é acusado pela base do Governo Dilma, pela blogosfera progressista e por vastos setores da sociedade organizada de também conspirar contra o governo trabalhista de Dilma Rousseff, pediu ao STF que o ex-presidente José Sarney, o senador e breve ministro, Romero Jucá, o ex-presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, e o presidente do Congresso e do Senado, Renan Calheiros, sejam presos, pois denunciados e acusados de conspirar contra o Operação Lava Jato, capitaneada pelo juiz de primeira instância, Sérgio Moro, do PSDB do Paraná.
Até hoje nenhum tucano envolvido em inúmeros escândalos bilionários e milionários está preso, o que, irremediavelmente, causa estranheza e desconfiança da Justiça por parte da sociedade brasileira mais politizada e que rejeita, pois pondera sobre os fatos e as realidades, as notícias, opiniões e editoriais da imprensa de negócios privados, totalmente envolvida, porque cúmplice e agente do golpe que levou um usurpador do poder, assim como um dos maiores traidores da história do Brasil a ocupar a Presidência da República, sem ter legitimidade até para caminhar pelos corredores, gabinetes e salões do Palácio do Planalto. Michel temer é um "governante" tão espúrio e ilegítimo, que não tem autoridade nem para ir ao banheiro de "seu" gabinete.
A verdade é que temer tem de se cuidar para não ser expulso a pontapés pela portas dos fundos do palácio presidencial, porque, sobremaneira, não há hipótese de tal golpista não estar envolvido com financiamento ilegal de campanhas eleitorais, afinal temer (o nome dele é sempre escrito em minúsculo, por se tratar de um anão político e citadino) foi, como já disse antes, presidente do PMDB durante 15 longos anos, bem como presidiu a Câmara dos Deputados. A resumir, em uma singela e ingênua pergunta: "Como pode um político veterano, experiente, bem como chefe do maior partido do País, não estar igualmente envolvido, tais quais seus correligionários politicamente poderosos, em esquemas de recebimento de dinheiro proveniente de estatais que seu partido controlava e de empreiteiras com as quais os principais dirigentes do PMDB tinham acesso direto com suas diretorias?
Com a resposta, o próprio michel temer, o procurador-geral, Rodrigo Janot, o juiz de província que "Faz Diferença", Sérgio Moro, os procuradores do Paraná obsessivos pelo PT e pelo Lula, além dos delegados da PF aecistas, que xingavam o ex-presidente e a presidenta candidata por meio de suas redes sociais, em plena atividade funcional como servidores, a se aproveitarem de seus cargos pagos pelo dinheiro público para fazer, indevidamente e ousadamente, pois insubordinados, política partidária no decorrer da eleição presidencial. Só no Brasil, porque se fosse em um País civilizado, cuja "elite" não costuma dar golpe bananeiro e terceiro mundista, essa gente coxinha de classe média estaria a ser investigada, questionada, punida e, se for o caso, seria colocada no olho da rua, para o bem do serviço público e do povo brasileiro contribuinte.
Contudo, vamos ao que realmente interessa. Os pedidos de prisão dos caciques do PMDB e a decisão de o presidente do STF, juiz Ricardo Lewandowsk, de manter o rito do impeachment (golpe) no Senado, a impedir que o senador "pedaladeiro" quando era governador de Minas, Antonio Ananstasia, de fazer o jogo sujo de seu partido golpista, o PSDB, que tentou antecipar o julgamento desditoso e injusto de Dilma Rousseff para o mês de julho, quando as regras impõem o mês de agosto.
Esses dois sinais se concretizam na obediência ao rito e nos pedidos de prisão aos caciques do PMDB. Conspiradores que deram um golpe de estado criminoso e, ridiculamente, travestido de legal, com o apoio da imprensa de mercado sonegadora de impostos, monopolista e golpista dos magnatas bilionários, do pato amarelão cretino e corrupto da Fiesp, que sustenta suas atividades golpistas e mantém seu prédio na Avenida Paulista com o dinheiro público do Sebrae, do Sesi e do Senai.
Faz também parte dessa turma tenebrosa o sistema judiciário, que deu amparo às ações golpistas de partidos de direita derrotados nas urnas quatro vezes consecutivas e que vislumbraram conquistar o poder por intermédio de um golpe de terceiro mundo, a relembrar as sombrias e violentas décadas de 1960 e 1970, que humilha o Brasil perante a comunidade internacional e o transforma em uma reles república das bananas, mesmo a ser um País poderoso e importante para todas as nações. O golpe, volto a ressaltar, tem a cara e o focinho perniciosos da casa grande parideira do retrocesso, do atraso, do sectarismo e do mau provincianismo. Ponto.
O Amigo da Onça -- o Usurpador Golpista --, também conhecido pelo vulgo michel temer, pensa que o povo brasileiro não está a ver o que ele pretende, que é usurpar o poder até 2018, entregar nossas riquezas e as estatais, privatizar para entregar o País aos banqueiros e às grandes corporações europeias, chinesas e norte-americanas, além de voltar a dar esmolas ao povo brasileiro, principalmente os mais pobres, a prejudicar a luta pelo equilíbrio entre as regiões e suas respectivas sociedade, a fim de que as desigualdades diminuam e, com efeito, o Brasil passe a crescer de forma mais equânime e democrática. Só que tem um problema: é tudo o que a plutocracia paulista, do sudeste e do sul não querem, bem como as "elites", estas menores, do Nordeste e do Norte.
A intenção do golpista-mor do PMDB, cujo desgoverno está a derreter antes de um mês no poder, sem compreender que "Tudo o que é sólido se desmancha no ar", como ensina com sabedoria o pensador Karl Marx, é impor a agenda neoliberal das potências do ocidente ao Brasil, bem como levá-lo, de forma colonizada, subserviente e subalterna, a ser mais uma republiqueta bananeira a serviço dos interesses dos yankees, bem como transformar o nobre e valoroso povo brasileiro em agente da desesperança, desprovido de instrução e de conhecimento.
Um arremedo de povo cativo, sem acesso ao consumo e ao ensino, além de se resumir a ser bucha de canhão para o que der e vier de pior, como ser a maioria de uma sociedade escravizada e de mão de obra barata, com direito, e olhe lá, a comer farinha com água, arroz, algum feijão e ovo. A casa grande brasileira e os coxinhas irresponsáveis e despolitizados apoiaram o golpe de 2016 e se transformaram nas coisas mais escrotas que podem existir na face da Terra, porque o são, indelevelmente, fascistas, sendo que muitos deles não sabem desta condição política e ideológica.
Quanto a isto, eu não tenho a menor dúvida. Todavia, o golpe é simplesmente inaceitável, pois anticivilizatório, ainda mais nos tempos de hoje, por se saber e entender que o Brasil desde a fundação da República, no ano de 1889, sofreu com sucessivos golpes, o que contou muito para que este País não se desenvolvesse economicamente e socialmente também por questões quanto à estabilidade política e das instituições. É como a burguesia da casa grande quer: confusão e atraso para se ganhar muito mais dinheiro em detrimento do equilíbrio entre as classes sociais.
Portanto, quero chamar atenção do leitor para uma questão, que não pode e não deve passar em branco. michel temer, político completamente desleal como se comprovou, pois se trata de um anão moral, apresentou-se também como um mandatário despótico e truculento. Chama realmente atenção suas ações em não permitir que a via que leva os automóveis ao Palácio da Alvorada, onde mora a verdadeira e legítima presidente do Brasil, eleita legalmente e democraticamente pelas urnas soberanas com 54,5 milhões de votos, está a ser fechada por seguranças de temer, de forma que os assessores da mandatária, que vai reverter o golpe e retornar ao poder em agosto, tenham dificuldades de ter acesso a ela.
Não para por aí, não... Não satisfeito com sua cafajestada, o medíocre, o ditadorzinho de Tietê, o mesquinho e golpista de republiqueta das bananas, que é a cara dele e das "elites" brasileiras, demonstrou todo seu medo no que tange à volta de Dilma e, consequentemente, resolveu cometer mais covardias ao dar ordem para que a presidenta trabalhista reeleita pelo PT somente pudesse viajar em avião oficial no trecho Brasília-Porto Alegre-Porto Alegre-Brasília, de forma que ela tenha dificuldades para cumprir sua agenda por todo o País e ser impedida de interagir com a sociedade.
Pensa que acabou as crueldades dignas de um verdugo? Não... O pigmeu político e citadino, que deveria estar preso por conspiração e golpe de estado, ainda aprontou mais do que apronta e pretende aprontar, como se fosse um delinquente sem solução, que, solto, não resiste a cometer desatinos e ilegalidades. temer (só para relembrar: o nome dele é escrito sempre em minúsculo) simplesmente suspendeu os cartões corporativos para que o Palácio da Alvorada não seja abastecido com alimentos, a contrariar a Lei.
Truculento e feroz, e, obviamente, com pendores tirânicos, fico a imaginar se tal homem de ações sorrateiras e traiçoeiras pudesse, agora e neste momento, efetivar um regime de força, porque vocação para ditador de republiqueta ele tem. É vergonhoso e custo a acreditar que o Brasil depois de 30 anos de sua redemocratização passe por uma situação tão miserável no que tange ao respeito à vontade do povo e à estabilidade das instituições republicanas.
E tudo isto para que uma quadrilha que tomou de assalto o Palácio do Planalto não seja presa, bem como para impor um projeto de País neoliberal derrotado nas urnas. Maluquice... Surreal! Contudo, o governo temer continua a derreter ainda mais com os pedidos de prisão de Renan Calheiros, José Sarney, Romero Jucá e Eduardo Cunha, além dos ministros e diretor da EBC que caíram. Os pedidos de prisão desnudam o caráter do golpe e mostram, indubitavelmente, quem é o golpista michel temer. O golpe subiu no telhado e o STF jamais poderá ratificar tal crime contra o País, seu povo, porque tem a obrigação de fazer justiça e zelar por sua credibilidade, que ora se encontra arranhada. É isso aí.