QUAL O NOME VERDADEIRO DE JESUS? - CLIK NA IMAGEM AQUI...

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Em Brasília, ACM Neto articula vinda de Irmão Lázaro para Relações Institucionais


por Fernando Duarte
Em Brasília, ACM Neto articula vinda de Irmão Lázaro para Relações Institucionais
Foto: Divulgação
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), articula em Brasília a vinda do deputado federal Irmão Lázaro (PSC) para a Secretaria de Relações Institucionais de Salvador, atualmente ocupada pelo vereador Heber Santana. No entanto, o assunto ainda é tratado com parcimônia pelos envolvidos – a chegada de Lázaro para a prefeitura da capital baiana teria impacto direto na virtual candidatura do parlamentar a prefeito de Feira de Santana. A substituição de Heber por Osny Bonfim era dada como certa nos corredores do Palácio Thomé de Souza, porém ecoou nos ouvidos de ACM Neto que, para manter a carreira artística de cantor, Irmão Lázaro estaria disposto a estar mais perto da Bahia. Diante da inusitada situação, houve o convite, que ainda aguarda retorno do social-cristão. Caso aceite assumir a pasta, Irmão Lázaro ainda deixaria o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), numa situação mais cômoda para tentar a reeleição, já que a estratégia de pulverização de candidaturas onde há segundo turno, adotada pelos aliados do governador Rui Costa (PT), perderia força – além de José Ronaldo e Irmão Lázaro, o deputado estadual Zé Neto (PT) é um dos nomes citados para concorrer à prefeitura da Princesa do Sertão.

Luiz Argôlo está preso desde abril de 2015 | Foto: Cassiano Rosário/Futura Press/Futura Press/Estadão Conteúdo
Para além da discussão política, a vinda de um deputado federal para o secretariado de Salvador provocaria um questionamento ao ordenamento jurídico eleitoral. O primeiro suplente da coligação é o ex-deputado Luiz Argôlo (SD), preso em decorrência da Operação Lava Jato. Caso não haja impedimento legal para a posse, Argôlo teria o processo julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), já que deputados federais possuem foro privilegiado. Há, todavia, uma indicação de que o próprio Argôlo não teria interesse na posse – o foro privilegiado é uma faca de dois gumes, pois um julgamento no STF não cabe tantos recursos ordinários como na 1ª instância, onde o ex-parlamentar foi condenado. Neste caso, Pastor Luciano (DEM) seria beneficiado como segundo suplente e tomaria posse na Câmara Federal após duas tentativas frustradas, em 2010 e 2014. Enquanto move as peças, o prefeito ACM Neto não deixa de pensar na reeleição. Porém, na atual conjuntura, a substituição fica restrita aos que disputam o legislativo, o presidente da Limpurb, Tiago Correia, e o titular da Serin, Heber Santana. Depois dos peões do xadrez, é que a costura inclui bispos, torres e, quem sabe, até a rainha. E é nesse momento que o prefeito buscará as melhores jogadas para substituir um provável vice na disputa pelo Palácio Thomé de Souza. Seja ele Bruno Reis (PDMB), na Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, Luiz Carreira (PV), na Casa Civil, ou até mesmo Silvio Pinheiro (SD), que ainda não foi excluído oficialmente da corrida.